16 de janeiro de 2008

A Czarina e o soviete

...

3 comentários:

Astronauta do Absurdo! disse...

Caro amigo Zorbba,

Eu me rendo! Caralho tá demais, muito bom, muito bom. Não vi nada igual. Na madrugada do domingo muitas pessoas conversavam sobre você, eu meio bêbado, cheguei e história já estava bem adiantada. Todos se espantaram com a minha presença. Me perguntaram sobre você, como você era pessoalmente.

Apenas respondi que somos amigos de meia infância e juventude, e que te entendo. A surpresa foi mais generalizada ainda. Eu disse que gênios não são feitos para serem compreendidos, mas respeitados e admirados. E que se pouquíssimas pessoas te endendem é porque estas, sim, merecem. Eu disse também que não admito tocarem com ferro quente os meus heróis, nem com você nem com Gabriel Garcia Márquez. Mais espantados eles ficaram. Disse que se eles pudessem evoluir ao estado de espírito teu, não perderiam tempo especulando, iriam buscar a certeza das nuvens e o tempero do destino.

Faz-me um favor, ilustra o conto "A rosa e o besouro", também, se possível, "Gengibre para o algodão doce do céu".

Aguardo.

Um grande abraço.

Aline Chaves disse...

quero te ver rindo. livre. sem amarra alguma. dormindo em paz. acordando com a companhia q tu quer.

beijo!

Luciano Itaribe disse...

Fiquei Louco...Tô Louco!!!!

Batata